nas vezes em que percebi que você não estava mais aqui

Pus para tocar sua canção brasileira favorita.
Fiz o chá que você mais gosta.
Coloquei o perfume que estava usando no nosso primeiro encontro.
Pintei grafismos num vaso de barro.
Abri a casa toda e escolhi seu canto na varanda para olhar a rua enquanto tomava um café.
Escrevi, revisei, reli e reescrevi montes de textos.
Comi mousse de maracujá, pudim de leite e romeu-e-julieta.

Montei uma playlist de outono.
Escolhi outra xícara para o dia-a-dia porque você havia quebrado a que eu trouxe de Inhotim enquanto lavava a louça.
Conversei por muitas horas com meus amigos.
Assisti os filmes que você recomendou.
Troquei as plantas de lugar.
Dormi do seu lado da cama.
Ouvi a música que você tocou para mim enquanto eu cozinhava nosso jantar.
Comprei o pão que você havia escolhido na padaria.
Li os livros que você me deu.
Arrumei o escritório.

Deixei seus cigarros no cinzeiro no parapeito da janela porque é como se você ainda estivesse aqui. Mas você não está. Você ainda não voltou.

Choveu sem parar apesar de ser maio.

Anúncios

3 Responses to “nas vezes em que percebi que você não estava mais aqui”


  1. 1 Bianca maio 30, 2016 às 12:03 pm

    me apaixonei.

  2. 2 Carol maio 31, 2016 às 10:50 am

    primeira vez que venho aqui e já levo um tiro .-.
    ahazô.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,050 hits

%d blogueiros gostam disto: