e era simples, ficamos fortes

Numa música que tocou e lembrou você e eu pensando quem será que você é hoje, você que eu nunca mais vi ouvi beijei senti cheirei? Em nossos caminhos que nunca mais se cruzaram e seus presentes que eu doei (quase) todos e em como eu continuo matando todas as plantas e até o cacto – terá morrido seu gato? Das histórias de amor com começo-meio-fim a nossa foi a mais bonita pra mim. E a gente era ainda tão cru e tão jovem e eu às vezes me pego pensando como é que a gente sabia tanto sobre amor e sobre amar. Em como foi tudo tão orgânico e natural mesmo tendo sido eu a te apertar na parede porque você simplesmente não me notava e eu vivia(vivo) com essa mania besta de paixões platônicas e se-fiquei-esperando-meu-amor-passar.

Quando a gente se separou e meu coração foi dilacerado, eu queria ficar bem e pegava no sono sonhando com uma vida incrível e me imaginava dali a uns anos essa balzaca muito bem-sucedida e viajada morando nos Jardins e trombando com você na fila do pão e concluindo que “nossa minha vida está muito boa sim, que bom te ver, te cuida beijos”. Hoje eu sou essa pessoa e minha vida está ótima mas eu nunca te encontrei na padaria. 

Anúncios

2 Responses to “e era simples, ficamos fortes”


  1. 2 wolfcub junho 21, 2016 às 2:11 pm

    Você escreve muito, muito bem!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 162,637 hits

%d blogueiros gostam disto: