enquanto a vida vai e vem

É uma sexta-feira abafada de primavera pré-feriado, estou com a garganta inflamada e tenho febre. Faço lista de supermercado, voltei pra academia e tento passar hidratante todo dia, estou me disciplinando na meditação e na alimentação, sempre um desafio, Saturno e seu retorno. Minha casa é meu castelo e só saio por bons motivos, compro flores, cozinho. Tomei bronca no balé e voltei pra casa chorando no metrô, por todos os ‘nãos’ que tomei nos últimos tempos e por um monte de quases. Acendi um incenso e tomei um banho lento, pra aquecer o coração e as lesões. Percebi que tudo em que a gente coloca muita energia fica carregado e truncado, que melhor é mudar o foco e deixar correr livre e leve. Minha amiga manda música pra gente consolar, enquanto-a-vida-vai-e-vem-você-procura-achar-alguém-que-um-dia-possa-te-dizer-queroficarsócomvocê. Preciso aprender a ser só, preciso aprender a só ser. No rádio tocou uma música e na tevê passou um filme e eu nunca sei escolher nada, fico imobilizada. Mas na maior parte do tempo, estou sorrindo e seguindo com fé – num caderno de colégio eu tinha rabiscada uma frase que dizia que só existem duas maneiras de ver a vida, uma é como se não existissem milagres e a outra é como se tudo fosse um milagre. Eu ainda acredito em milagres.

Anúncios

0 Responses to “enquanto a vida vai e vem”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 162,637 hits

%d blogueiros gostam disto: