das epifanias cotidianas

Estava na dermatologista por conta de uma alergia nas axilas. Quando ela me perguntou se eu “transpirava muito”, minha reação imediata foi responder:

– Bom, como eu nunca estive em outro corpo, não sei qual seria a referência, mas acho que minha transpiração é normal…?

***

Saí de lá pensando em como isso pode ser usado para tudo na vida. Em como tendemos a pensar que os outros sempre estão mais felizes, mais saudáveis, mais realizados e mais amados do que a gente; quando, na verdade, tudo o que temos de referência e tudo o que sabemos sobre como lidar com o mundo é o que temos dentro de nós mesmos.

Quando um de meus grandes sofrimentos é ficar decepcionada quando as pessoas não agem comigo como eu agiria com elas, é hora de dar um passo para trás e olhar o macro: talvez, este seja o único jeito que essa pessoa conhece.

Anúncios

1 Response to “das epifanias cotidianas”


  1. 1 ananda castilho julho 28, 2015 às 6:57 pm

    Taí uma coisa que se leva pra vida. O que eu entendo é que cada um é um mundinho que mais ninguém conhece. É bizarro pensar, mas você só vai ser você e só você vai ser você. Pra vida toda. As pessoas agem do jeito que elas conhecem, e a gente espera que elas ajam do jeito que conhecemos.
    E que melhore a alergia. :)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,126 hits

%d blogueiros gostam disto: