mocinhos e vilões

A última vez que nos vimos quando ainda éramos “nós”, eu lhe dei um livro que tinha seu nome no título. É um dos meus nomes masculinos favoritos, era o nome do meu avô, é o nome que quero dar ao meu filho. É também uma dentre as tantas razões que me fizeram me apaixonar por ele.

O livro, de poemas e desenhos, é repleto de declarações de amor. E o autor deixou a última página em branco, para que cada um escrevesse a sua própria declaração. Eu escrevi a minha, com tanto carinho e cuidado. Dizendo que esperava que este fosse apenas o começo de uma linda história na primeira pessoa do plural. (A gente estava juntos há dois meses, já. Mas neste dia estávamos dando um passo que eu julgava muito importante para o relacionamento, então parecia ser apenas um começo – um novo começo).

E acho que foi esse peso que ele não aguentou. Porque, dias depois, ele terminou comigo porque a gente não estava na mesma página – literal e figurada. Ele não suportou a insustentável leveza do meu amor.

***

Essa, e tantas outras declarações de amor que eu fiz e foram rejeitadas, me passou pela cabeça feito um relâmpago quando estava num bar, numa noite quente de verão pré-réveillon. Quando alguém me fez uma declaração que eu queria tanto, mas tanto ouvir. Há tanto tempo. Só que não era dele que eu queria que tivesse vindo. E, dessa vez, a grande vilã a rejeitar o amor do outro era eu. Engoli em seco e nada disse – eu, sempre tão cuidadosa para não ferir ninguém. Porque, nessa vida de tantos encontros e desencontros, estar com a pessoa certa na hora errada ou com a pessoa errada na hora certa já virou figurinha repetida no meu álbum de amores desencontrados. E aquela situação eu já conhecia de cor – alguém iria sair bem machucado. Mas, naquele momento, a única coisa em que consegui pensar foi “que bom que, pelo menos desta vez, não sou eu“. Cínica.

Anúncios

4 Responses to “mocinhos e vilões”


  1. 1 Flá janeiro 15, 2015 às 6:05 pm

    Nath, sério, COMO VC FAZ ISSO? Eu amo te ler…acho que vc tem uma camerazinha escondida dentro de mim, iahiuahaiuhaiuhiuahiua

    Eu sempre tive pavor de ser a “vilã”, sabe? Sempre pensei que preferia ser a que ama, se entrega, se declara e acaba sofrendo, tanto que foi isso aconteceu toda vez pq né, “eu aguento”… Aguento médio, né? Não morri, saí mais forte e todos aqueles clichês mas meu deus, como cansa! Hoje, se for acontecer de novo (e o cinismo não deixa de corrigir: “quando!”) , não faço a menor questão de ser a que sofre!

    Beijo,gata!

  2. 2 Juliana Clorado janeiro 19, 2015 às 1:20 pm

    oi amiga! estava colocando a leitura em dia e ficando mais por dentro do seus últimos dias, caramba, quanta coisa, quanta reflexão, quantos atropelos… eu acho que é um sinal que seu ano vai ser bem movimentado, mas que seja pro bem
    e, ah, ser vilã – às vezes – pode até ter um gostinho bem saboroso no final, porque ser a mocinha sempre tbm cansa néam?
    =)

  3. 4 Deborah janeiro 25, 2015 às 11:05 pm

    Como pode ser tão gêmea? Me explica ?
    Pq queremos deixar sempre marcas e lembranças boas….
    Mas ultimamente só ando achando gente que nem lê livro, que não lê nem o primeiro capítulo…. E QDO vai pra ultima página se assusta ….
    Gente tão sem coragem, sem alma, sem amor
    Que sabe … Nem compensa kkkkkk
    Se foi embora pq vc escreveu poesias , bem melhor assim
    Pq não estava pronto e maduro pra escrever um roteiro de um filme lindo chamado vida ….. Ele ainda e ator coadjuvante deste filme ….
    Que bom… Agora coloque ele como figurante …
    E vamos colecionar mais um no álbum dos relacionamentos fracassados….
    Eu tenho vários já …..
    Ah Náth…..


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,934 hits

%d blogueiros gostam disto: