dois sustos, dois plantões, dois mil e quinze

Alemão é meu garçom favorito do bar que fica embaixo da minha casa. A gente troca ideia o tempo todo, ele sempre arruma mesa pra mim mesmo quando o bar está cheio; e às vezes ele me descola umas cervejas de graça – dizendo que é para se desculpar pelo barulho que os frequentadores fazem bem embaixo da minha janela, de terça a domingo, até duas da manhã. No meu aniversário, ele veio me dar um abraço e pedir um pedaço de bolo de brigadeiro. Eu disse que mais tarde iria descer com um pedaço para eles todos, sempre tão atenciosos. Então, quando desci para fechar o portão para uns convidados – e com um pedaço generoso, cuidadosamente embrulhado -, o bar já estava fechado. Voltei no dia seguinte, e me contaram que o Alemão havia sofrido um acidente de moto voltando pra casa na noite anterior. Se machucou feio, teve que fazer uma cirurgia, repouso indefinido.

Hoje faz um mês que a gente não se vê. Eu não pude desejar bom natal, bom ano-novo, boa recuperação. E ele acabou não provando meu bolo de brigadeiro.

***

Numa quinta-feira quente e ensolarada de janeiro, eu e Rebeca estamos vendo a agenda de blocos de carnaval em SP e confirmando presença em todos. Animadas com o verão nas ruas, com caipirinha de limão e looks frescos para espantar o calor. São tantos planos – para 2015 no escritório que a gente administra sozinhas, para o verão, para nossas vidas coloridas.

Então, na sexta pela manhã, eu recebo uma ligação dela, do hospital. Ela sofreu um acidente na escada, quebrou o tornozelo com uma fratura gravíssima, vai fazer uma cirurgia em algumas horas. A perspectiva é horrorosa: pino, placa, oito semanas sem pôr o pé no chão, seis meses de fisioterapia. Passo o dia com ela no hospital – com ela, que alguns dias antes também havia passado o dia comigo no pronto-socorro porque eu tive uma crise de sinusite, e eu estava enjoada e não conseguia comer e ela me levou minhas revistas favoritas para ler durante a espera do resultado dos exames.

Da noite para o dia, todos os nossos planos para os próximos meses viraram uma sombra. Tudo terá que ser reorganizado, reajeitado, refeito. Ela, que não só é minha dupla no trabalho como a pessoa com quem eu mais tenho vida social, para quem eu mando mensagem com indagações existencialistas ou para escolher o look da festa, com quem eu troco receitas e afetos e cuidados, para quem eu ligo chorando um coração partido e que sempre tem um conselho bem ponderado e sensato na ponta da língua. A pessoa que passa mais tempo comigo e com quem tenho uma cumplicidade de entender tudo nas entrelinhas. E que agora foi se recuperar na sua cidade natal, no interior do estado, para ficar perto da família – e que, infelizmente, eu não sei se vou rever tão cedo.

***

Em pouco tempo, dois grandes sustos para a gente ter em mente que, de uma hora pra outra, tudo pode mudar. Estamos apenas no dia 12 de janeiro e meu 2015 já teve três dias de cama, dois dias de hospital, sete dias de antibiótico e mil planos desfeitos. E, do fundo do coração, eu espero que isso seja o pior que vai me acontecer pelos próximos 300 e tantos dias – e que, daqui pra frente, este tal ano do carneiro me traga muito mais calmaria e menos desespero. Porque, de sustos e galopes, já me chega 2014.  

Anúncios

3 Responses to “dois sustos, dois plantões, dois mil e quinze”


  1. 1 Flá janeiro 12, 2015 às 2:00 pm

    Poxa, Nath, não curti… =( Mas estou torcendo junto com você pra que isso seja só reflexo do 2014 locão e não prévia do 2015, que vai ser sucesso!

    Melhoras, lindeza!

    Beijão

  2. 2 Fabi janeiro 12, 2015 às 4:00 pm

    “Life changes fast
    Life changes in an instant
    You sit down to dinner and life as you know it ends.”

    Assim começa um livro que estou lendo agora (The Year of Magical Thinking). E é bem isso. Melhoras para os dois e para você. Uma grande amiga morreu na sexta e tb estou aqui enfrentando o inesperado. Fique bem, amiga.

  3. 3 Deborah janeiro 25, 2015 às 10:58 pm

    O tal ano do cavalo tb não foi bom pra mim.
    Mas o Carneiro será maravilhoso… Pra nos !!!!
    Calmo maduro e sereno. Bem azul.
    Viu?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,970 hits

%d blogueiros gostam disto: