pequenas mortes cotidianas

Semana passada, mais uma parte do meu passado (que eu ainda carregava no presente) morreu. E me vi pensando sobre essas pequenas partes de nós que morrem todos os dias. Algo que deixamos de gostar, alguém que deixamos de encontrar, uma música que deixamos de ouvir, uma pessoa que deixamos de amar. Um mundo que deixamos de ver. Como a gente se redescobre e se reinventa nas pequenezas de tantos momentos colecionados. A cada suspiro de amor, a cada instante de dor. E quanto de nós ainda precisa morrer, para que um outro “eu” sempre possa, a cada dia, renascer. Assim.

Anúncios

3 Responses to “pequenas mortes cotidianas”


  1. 1 barasaplutonica julho 17, 2014 às 4:25 pm

    Nath fazia tempo que eu não entrava em seu blog, mas esse post veio a calhar, Semana passada errei um caminho e me deparei com uma pessoa que outrora era motivo dos meus suspiros, Estranho… mas de certa forma essas pequenas mortes são necessárias e nos aproximam mais de nós mesmos. Beijo.

  2. 2 barasaplutonica julho 17, 2014 às 4:35 pm

    E agora que vi que botei vírgulas onde deveriam haver pontos finais… :) hahahahaha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,912 hits

%d blogueiros gostam disto: