i was a train moving too fast

Tem muitas coisas que eu não entendo. Física quântica, o mecanismo do fax, gramática russa. Timing. Eu tomei outra rasteira da vida, quando menos esperava. Mas a cada tombo a gente vai calibrando ainda mais nossa capacidade de levantar-sacudir-a-poeira-dar-a-volta-por-cima, aquela coisa toda. Na busca por respostas, penso que a culpa é desse meu imediatismo desenfreado, da velocidade intensidade ansiedade, dessa sede de beber o mundo numa garrafa de coca-cola, desse desassossego que não me deixa. Mas como mudar? Ou melhor: por quê? Não consigo conceber a ideia de ficar se questionando depois sobre o que poderia ter sido e não foi: bem melhor que viver pela metade é se doar por inteiro, principalmente quando encontramos algo que acreditamos merecer essa doação integral – tão raro.

Pela segunda vez em um curto intervalo de tempo, abriram uma rede de segurança e eu me joguei, sem ficar analisando antes para ver se dava pé. Não deu. Tiro a poeira da resiliência, sempre tão companheira, e digo que estamos prontas para outra. No fim, uma viagem que me angustiava há um mês parece ter sido orquestrada para acontecer na hora mais certa de todas – nem se eu mesma tivesse planejado teria um timing tão perfeito. (Esse mesmo timing que faz nossa vida movimentar ou parar, conhecer a pessoa certa na hora errada, conhecer a pessoa errada na hora certa). Embrulhei com cuidado o coração já tão partido e surrado e coloquei na mala, a caminho do meu lugar favorito no mundo e destino que já acolheu meus pedaços pelo menos umas três outras vezes. Londres, prepara teu rio que o pranto aqui quer companhia – mas por favor, faça festa e luz, que a gente gosta mesmo é de brilhar (principalmente no escuro). 

calvin

Anúncios

3 Responses to “i was a train moving too fast”


  1. 1 nana janeiro 29, 2014 às 5:27 pm

    e vai brilhar, pode ficar tranquila..
    bjos

  2. 2 Juliana Clorado janeiro 31, 2014 às 5:19 pm

    amiga, Londres te quer muito
    e por enquanto é o que basta
    =)

    surpresas te aguardam!!!


  1. 1 aos galopes | drops de anis Trackback em janeiro 7, 2015 às 5:00 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 161,693 hits

%d blogueiros gostam disto: