olhos de ressaca

Comecei a me envolver pelas razões erradas, mas depois decidi ficar pelas razões certas. E, por motivos alheios à minha vontade, os rumos tomados foram outros. Respirei fundo, como sempre. Reconheci, com o típico nó na garganta, o enredo de uma história que já vivi tantas vezes, mas que sempre machuca – às vezes mais, noutras menos. Que bom que desta vez foi menos. Peguei a chave na mão, a chave do meu apartamento, a chave da vida que escolhi viver para mim, e que me custou tanto para conquistar. E, ao encará-la, pensei na música de Renato Russo que sempre me volta em momentos assim, que meu-espírito-ninguém-vai-conseguir-quebrar.

Não vou me deixar embrutecer, meu bem. Segue teu caminho que eu sigo o meu. ‘Tudo é impermanente’, me abraçaram. Agradeço de coração ter consertado o que estava quebrado, ter montado o que estava partido, ter deixado a porta aberta. Eu já encontrei as chaves. 

Anúncios

1 Response to “olhos de ressaca”


  1. 1 Fabi novembro 19, 2013 às 7:49 pm

    Boa sorte nessa nova fase, Nath!
    Seguimos em frente, sempre! :*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 162,637 hits

%d blogueiros gostam disto: