me and you and everyone we know

Outro dia estava andando na rua e vi alguém perto de mim que se parecia muito com um bom amigo que tive no colégio, mas que não vejo há quase dez anos. Eu, em toda minha insegurança e miopia, não consegui confirmar se minha suposição estava correta. E fiquei pensando, “se era ele mesmo, será que me reconheceu?”. A Nathalia que sou hoje não é a mesma de antes, fisica ou tampouco psicologicamente. A Nathalia da última vez que vi esse amigo, por exemplo, era uma Nathalia com um coração recém-partido, bem mais magra, de cabelos curtinhos pela primeira vez na vida. Já quem conheceu a Nathalia alguns anos depois disso, em 2008, digamos; viu uma Nathalia apaixonada, de cabelos mais compridos, segura e de bem com a vida. Nestes cinco anos decorridos teve outra Nathalia de coração partido e muito machucada e assustada, fechada pro mundo; e outra mais confiante, cínica e desbocada, tentando ser mais livre e mais leve (a de hoje). Quem acaba de me conhecer vê uma Nathalia sem a franja que carreguei por mais de uma década, de cabelos longos e bagunçados, na cor natural. Uma Nathalia que faz ballet e yoga, que trabalha com pesquisa de tendências de consumo, que procura imprimir seu estilo na hora de se vestir, que faz farra com as amigas, passa noites fora de casa, não quer se comprometer e não se leva tão a sério. Se este amigo me visse hoje, me reconheceria? Pois eu mesma não me reconheço mais em muitos aspectos – o que não é ruim.

E também há as versões diferentes de uma mesma pessoa no momento presente, que se mostram de acordo com a situação. E isso também sempre me fascina. Sou apaixonada pelas pessoas, por tudo de individual e coletivo que são e que decidem apresentar aos outros. Amo trabalhar com gente e, apesar de às vezes não me reconhecer em mim mesma numa foto de 1999, consigo me encontrar em traços de personalidade de cada um que cruza meu caminho, como se fosse um espelho. E, cada vez mais, fico feliz com o que vejo. Acho que chamam maturidade. Eu chamo viver em paz com quem a gente é – e com tudo que a gente ainda quer (e tem potencial para) ser.   

Anúncios

0 Responses to “me and you and everyone we know”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,912 hits

%d blogueiros gostam disto: