quando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo

Em menos de uma semana, fiquei sabendo de dois casais amigos que se separaram. Ambos tinham um longo e sólido relacionamento; e a decisão não partiu de quem é meu amigo, mas da outra parte. Tomo as dores e fico profundamente chateada – meu coração-último-romântico ainda reluta em aceitar a finitude de amores que foram feitos para durar para sempre. Fico triste, sempre.

Enquanto isso, do lado de cá, me vejo fazendo mil contas e economias para realizar um sonho terreno. E, quando me cai a ficha de que o sonho é só meu – e por ele luto sozinha –, me bate certa melancolia. Gostaria de ter alguém com quem dividir tudo isso, compartilhar planos, agregar referências, somar afetos. Mas quando vejo relacionamentos desmoronando ao meu redor, entendo que ter alguém ao lado também não é garantia de nada e que, no fundo, a gente sempre está só, embora certas vezes (bem) acompanhada.

 

(Esta não é uma constatação pessimista, apenas lúcida. Reconhecer-se só no mundo evita maiores frustrações do que buscar a tal “metade da laranja”. Já somos todos inteiros.)

Anúncios

7 Responses to “quando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo”


  1. 1 Lubi Prates maio 31, 2012 às 11:19 pm

    nath, minha florzinha,
    eu voltei da faculdade agora pensando justamente isso.

    no fundo, sabemos que só podemos contar conosco mesmo, mesmo que seja maravilhoso ter outra pessoa.

    é nossa vida, nosso sonho, nossa conquista, nosso eu. e só nós cuidaremos do nosso eu direitinho. chegar à essa conclusão me deixa melancólica também, rs.

    olha só. em julho, lançarei um livro de poesia. gostaria TANTO que você fosse…

    beijos!

  2. 2 Linda junho 1, 2012 às 8:29 am

    Nossa, que lucidez, Nath! Eu demorei tanto para enxergar isso…e essa é a mais pura verdade.

    Beijos, querida!

  3. 3 Nana junho 1, 2012 às 12:24 pm

    é, mas por outro lado estamos vendo outras pessoas construindo e planejando tanta vida juntos..

  4. 4 Nina Vieira junho 2, 2012 às 2:03 am

    Às vezes constato o mesmo. Me enxergo muito sozinha em certas situações. Mas talvez seja meritório. Deixa-nos com a sensação de pé-no-chão.
    Abraços.

  5. 5 Thali junho 2, 2012 às 11:39 pm

    Eu percebi isso nesses dias… É a realidade da vida. Sempre estamos só

  6. 6 Natália junho 5, 2012 às 8:12 pm

    :’)

    é o que tento pensar diariamente.

  7. 7 Ju junho 6, 2012 às 2:52 pm

    nem sei bem como comentar pq é realmente muito bom saber conviver consigo mesma e ao mesmo tempo é muito bom ter alguém, mas realmente ter alguém não é certeza de nada…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,912 hits

%d blogueiros gostam disto: