se eu fosse eu

“Quando não sei onde guardei um papel importante e a procura se revela inútil, pergunto-me: se eu fosse eu e tivesse um papel importante para guardar, que lugar escolheria? Às vezes dá certo. Mas muitas vezes fico tão pressionada pela frase “se eu fosse eu”, que a procura do papel se torna secundária, e começo a pensar. Diria melhor, sentir.
E não me sinto bem. Experimente: se você fosse você, como seria e o que faria? Logo de início se sente um constrangimento: a mentira em que nos acomodamos acabou de ser levemente locomovida do lugar onde se acomodara. No entanto já li biografias de pessoas que de repente passavam a ser elas mesmas, e mudavam inteiramente de vida. Acho que se eu fosse realmente eu, os amigos não me cumprimentariam na rua porque até minha fisionomia teria mudado. Como? Não sei.
Metade das coisas que eu faria se eu fosse eu, não posso contar. Acho, por exemplo, que por um certo motivo eu terminaria presa na cadeia. E se eu fosse eu daria tudo o que é meu, e confiaria o futuro ao futuro.
“Se eu fosse eu” parece representar o nosso maior perigo de viver, parece a entrada nova no desconhecido. No entanto tenho a intuição de que, passadas as primeiras chamadas loucuras da festa que seria, teríamos enfim a experiência do mundo. Bem sei, experimentaríamos enfim em pleno a dor do mundo. E a nossa dor, aquela que aprendemos a não sentir. Mas também seríamos por vezes tomados de um êxtase de alegria pura e legítima que mal posso adivinhar. Não, acho que já estou de algum modo adivinhando porque me senti sorrindo e também senti uma espécie de pudor que se tem diante do que é grande demais”.
(
Clarice Lispector, em texto extraído do livro A Descoberta do Mundo)

***

Todo mundo sempre parece ter conselhos para os outros, o tempo todo. “Se eu fosse você, faria assim”, “se eu fosse você, faria assado”. Mas e se você fosse você, o que faria? O que diria?

Este texto de Clarice, do qual tirei o título prum outro, é o que mais tem me inspirado nos últimos tempos. De tentar adotar esse distanciamento do olhar alheio. Para se enxergar com mais carinho, para se dar conselhos preciosos, para mergulhar fundo e ter enfim a experiência do mundo. Por uma vida mais inspirada e inspiradora.

Anúncios

5 Responses to “se eu fosse eu”


  1. 1 Ca fevereiro 6, 2012 às 11:53 pm

    nossa estava com uma super insonia, estava CONFUSA .. me peguei esses tempos ouvindo tantos conselhos …ai resolvi olhar aqui e me deixou tranquila ,lembrar que o melhor conselho é oq damos para nós mesmas!!!

  2. 3 Linda fevereiro 7, 2012 às 8:03 am

    lindo! “Se eu fosse eu”…libertador!

  3. 4 Ju fevereiro 7, 2012 às 10:42 am

    olha só que ótimo exercício… e difícil
    =)

  4. 5 nana fevereiro 7, 2012 às 4:20 pm

    é muito fácil saber o que fazer “se eu fosse você”, né? ai ai conselho é complicado. uma amiga me disse pra seguir apenas a minha voz interna, que é quem mais sabe de mim e pode me aconselhar.
    segui o conselho dela, rs!
    bjos bonita


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,970 hits

%d blogueiros gostam disto: