a felicidade na normalidade

“(…) É comum, em animações, que ‘finais felizes’ nada mais signifiquem que a restauração da normalidade.”
(em “Picadas de aranha e outras viagens” – coluna do Marcelo Coelho, na Folha de 04/01/2012)

Quinta-feira à noite tivemos um problema sério com a internet aqui em casa, que ficou com uma velocidade impraticável. A companhia telefônica me enrolou até segunda na hora do almoço, falando ser fase de manutenção geral na área, que iria se estabilizar em breve, mimimi. Eu, que tenho o luxo de trabalhar em casa, estava tendo surtos psicóticos de ansiedade, e quase deixei de encontrar uma amiga do Rio que estava aqui porque não tinha visto seu email.

Pois bem, o técnico veio aqui hoje, arrumou, tudo certo, lindo. Passei o resto do dia colocando a leitura de sites amados em dia, respondendo emails queridos, botando ordem na casa. E me peguei pensando em como coisas tão simples, como uma conexão com a internet ou um bad hair day, podem mudar completamente o nosso humor e prioridades, deixar tudo fora de compasso.

Num grupo de discussão do qual participei ano passado, falamos sobre os pequenos prazeres mundanos – tomar café da manhã lendo o jornal do dia, comer pipoca assistindo ‘dirty dancing’ na sessão da tarde de uma segunda-feira chuvosa -, e em como eles acabam se tornando grandes porque é tão difícil encontrar as condições ideais para tudo acontecer: não ter obra na casa vizinha com um barulho martelando a paz interna, ter um friozinho bom que dá vontade de ficar na cama até mais tarde – em dias que a gente pode de fato ficar na cama até mais tarde. Chuva quando queremos ficar em casa, sol em dia de sair, temperatura ideal, silêncio, milho na despensa, noite fresca e estrelada.

São tantas as variantes de uma vida em harmonia que, quando tudo está no eixo, é como se fosse um ballet de pequenos acasos que se encontraram, para transformar um dia comum em um dia perfeito. Mesmo que um dia perfeito seja só ficar em casa lendo um livro e tomando café – com uma boa conexão de internet se a gente precisar.

Anúncios

7 Responses to “a felicidade na normalidade”


  1. 1 Ju fevereiro 2, 2012 às 10:10 am

    sim, eu gosto disso
    =)

  2. 2 Linda fevereiro 2, 2012 às 11:35 am

    Li umas cinco vezes a primeira frase, de tanto que mexeu comigo e amei a penultima. “São tantas as variantes de uma vida em harmonia que, quando tudo está no eixo, é como se fosse um ballet de pequenos acasos que se encontraram, para transformar um dia comum em um dia perfeito.” Mas fiquei pensando: um ballet de pequenos acasos…Faço ballet há pouco tempo e minha nossa!!!Terrível encontrar essa harmonia, muito exercício, mas quando se consegue “perfeição” sim, é um dia de muita alegria…até quando não, porque você está empregando o seu suor para atingir leveza e amplitude. Gostei da comparação! Talvez a felicidade consista em transformar o normal, o “comum” em extraordinário.
    *Seus textos sempre me instigando a pensar…saudades dos nossos emails reflexivos…Carnaval no Rio???Beijos!!!!

    • 3 nath março 21, 2012 às 2:33 pm

      também concordo que a felicidade talvez seja isso mesmo, habilidade para transformar o ordinário em extraordinário, dia após dia :}

      beijo enorme, querida!

  3. 4 Linda fevereiro 2, 2012 às 11:37 am

    #Falta atualização no google reader# cobromesmo, rs!

    • 5 nath fevereiro 3, 2012 às 10:48 am

      tava sem interneeeet, fuén :(
      mas agora prometo voltar com tudo!
      tou com os comments do drops atrasados há mais de um mês #guilty

      quedê aqueles bons anos de nossa vida em que janeiro era só marasmo hein?
      desde que voltei de férias, não parei um dia sequer :~
      queremos tranquilidade de volta, produção!

  4. 6 Larissa L. fevereiro 2, 2012 às 6:13 pm

    É Nath, é incrível como as pequenas coisas acabam sendo as mais afetadas quando o externo decide sabotar né?
    O importante é encontrar algumas alternativas…! Ou equilíbrio suficiente para não se afetar!!!
    Beijosss


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,050 hits

%d blogueiros gostam disto: