profundidade em prol da leveza

Meu maior desafio, nos últimos tempos, tem sido transformar o montão de conhecimentos profundos e acadêmicos nos quais tenho mergulhado, sobre a alma humana, psicanálise e neuroses, em maneiras de me preocupar menos e ser mais leve no dia a dia. Parece contraditório né? Mas juro que, na medida do possível, tem funcionado.

Uma das inspirações que tive foi ao ler uma entrevista da Sarah na tpm, em que ela contava sobre seus estudos de filosofia e afins. Nunca poderia imaginar isso dela – não que ela não me parecesse inteligente o bastante, mas porque sempre achei sua postura muito leve e alto-astral, solar. Daquele tipo que parece não haver espaço para caber sombra alguma, sabe como? Mas ela tem suas nebulosidades sim, como todos nós – apesar de não transparecê-las.

De uns tempos pra cá, várias pessoas que acabaram de me conhecer dizem que eu tenho “uma energia muito boa”. E eu bem sei o quanto de densidade e trevas há aqui dentro, vira-e-mexe querendo subir à superfície. Mas creio que o mais importante é não deixar se abater e transmitir coisas boas ao mundo né? Porque a simplicidade é uma linguagem tão fluida e acessível, fala tanto a todo mundo de maneira tão direta, sem ruídos. E o mais importante é conseguir se comunicar, criar conexões.

Ufa, parece que pelo menos um dos meus planos para este ano está dando certo. Já pode riscar da lista pra 2012, focar só na manutenção e gastar mais energia em outros? :)

“A simplicidade é o último grau de sofisticação*.”
(Leonardo da Vinci)



*estou looonge de ser assim sofisticada, mas sei bem o quão difícil é – ou pelo menos parecer – ter simplicidade naquilo que se faz

Anúncios

3 Responses to “profundidade em prol da leveza”


  1. 1 Laylah dezembro 2, 2011 às 3:50 pm

    Ai, Nath. Eu realmente tinha escrito um comentário pra isso, bem grandinho, aliás. Mas aí a internet caiu e puf. Foi-se. Como eu não estou com paciência para reproduzí-lo, só vai o começo e a conclusão, que era mais ou menos assim: “Ai, Nath, me ensina a ser leve assim. (…) É, é preciso ser mais leve, mais simples. Vou respirar fundo e tentar de novo.” Mas acho que vou precisar respirar bem mais fundo agora.

    • 2 nath dezembro 4, 2011 às 8:26 pm

      own, que pena, queria ter lido seu comentário :~
      mas enfim, ainda não cheguei 100% como quero, mas acho que é um aprendizado pra vida toda e, como tudo, exige também esforço e determinação da nossa parte né?
      tem que estabelecer como meta e correr atrás, “aponta pra fé e rema”!
      boa sorte, querida :*
      beijão,

  2. 3 Ju dezembro 5, 2011 às 10:17 am

    coincidência pq sexta fui pra casa ouvindo a entrevista dela na trip fm, por sinal muito boa, tbm não fazia idéia de muitas coisas sobre ela, engraçado né?
    =)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 164,292 hits

%d blogueiros gostam disto: