kiss the rain

“Scott Fitzgerald dizia: ‘É preciso saber que o mundo é sem esperança e, contudo, decidir mudá-lo’. Eu gostaria de retomar igualmente um verso do poeta alemão Hölderlin, do qual gosto muito: ‘Lá onde crescem os perigos, cresce também a salvação‘.”
(desse mesmo texto aqui)

Gostei especialmente desta parte. É o mesmo raciocínio de “sem chuva não há arco-íris“, mas por outro prisma: felicidade = zona de conforto; e se não há dor, não há vontade de transformar e fazer diferente, recomeçar. E, sem cair, não há descoberta da força para se reerguer. Quer coisa melhor do que se descobrir forte o bastante para levantar? Se descobrir capaz de superar.

Anúncios

6 Responses to “kiss the rain”


  1. 3 nana outubro 27, 2011 às 3:06 pm

    natháliaaa
    que coisa mais rica!

  2. 5 Laylah outubro 27, 2011 às 6:47 pm

    Ah, Nath. Sair da zona de conforto de vez em quando é importante, né?
    Eu estava lendo suas respostas e pensando em uma coisa… Audrey Hepburn. É, eu sei. “Audrey Hepburn? Audrey Hepburn? Como assim? O que tem a ver?” Muito.
    “Ao ficarmos mais velhos, descobrimos porque temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmos, a outra para ajudar o próximo.” (Audrey Hepburn – pelo menos é o que eu li por aí)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 162,637 hits

%d blogueiros gostam disto: