quando o passado é um presente para o futuro

“A invocação do passado constitui uma das estratégias mais comuns nas interpretações do presente. O que inspira tais apelos não é apenas a divergência quanto ao que ocorreu no passado e o que teria sido esse passado, mas também a incerteza se o passado é de fato passado, morto e enterrado, ou se persiste, mesmo que talvez sobre outras formas. Esse problema alimenta discussões de toda espécie – acerca de influências, responsabilidades e julgamentos, sobre realidades presentes e prioridades futuras.”
(Edward W. Said, em “Cultura e Imperialismo”)

Tive que ler o texto acima para uma aula de História, e me lembrei de outra frase que vi certa vez, que dizia que “o passado é ficção”. Porque, depois de passado, o que sobra do evento é apenas o que nos lembramos dele – ou o que queremos nos lembrar. Nada fica gravado exatamente como aconteceu, e quando há mais de uma pessoa envolvida, as versões sempre serão diferentes. Não só porque cada um escolhe, voluntaria ou involuntariamente, se lembrar de tudo como mais lhe convém; mas também porque toda a interpretação dos fatos ocorridos é baseada na história de vida de cada um, suas referências e backgrounds, e não tem como isso ser igual em duas pessoas diferentes.

Tive um confronto difícil com meu passado há pouquíssimo tempo, como vocês acompanharam aqui, mas achei um sofrimento super válido, porque ele me fez enxergar quais âncoras eu estava carregando comigo no presente, muitas vezes sem perceber. E foi através deste processo que eu pude reconhecer as tais “realidades presentes e prioridades futuras” que o Said citou no texto acima e, com isso, utilizar o passado em seu propósito mais nobre: fazer com que sejamos pessoas mais conscientes no presente. E, quiçá, melhores no futuro.

“Pouco depois, pensei: talvez o passado seja uma âncora nos prendendo. Talvez temos de abandonar a pessoa que fomos para nos tornarmos a pessoa que seremos.”
(Carrie Bradshaw, em “Sex and the city”)

***

Mais inspirações aqui.

Anúncios

1 Response to “quando o passado é um presente para o futuro”


  1. 1 Ju setembro 20, 2011 às 10:32 am

    é mesmo né… a gente não pode se prender ao passado… afinal, passou
    =)

    mas às vezes é tão difícil…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,970 hits

%d blogueiros gostam disto: