stop and smell the roses

Acho que eu estava na 7ª série. Era o início da primavera, e eu enviei bilhetinhos para as minhas amigas, em que havia escrito ‘sorria! hoje começa a primavera!’, e desenhei algumas flores com canetinhas coloridas. E fui passando sorrateiramente, para que o professor não percebesse.

Apenas uma ou duas retribuíram. As outras deram risada, mas não pelo meu ‘sorria’, e sim porque acharam meio idiota. Tudo culpa dessa mania besta de a gente querer ser adulto antes antes da hora, de não parar para sentir o cheiro das rosas, como pedia George Harrison.

Curioso como hoje em dia a primavera tem um significado todo diferente para mim. Não mais o de querer que todos acordem para sua chegada e sorriam só porque tem umas pétalas jogadas na garagem. Mas o de olhar para dentro mesmo, para que o sorriso seja esponâneo e sincero, de renovação. Sai o beatle e entra Renato Russo: ‘venha, o amor tem sempre a porta aberta, e vem chegando a primavera… nosso futuro recomeça; venha, que o que vem é perfeição’.

Anúncios

1 Response to “stop and smell the roses”


  1. 1 larissamargulies outubro 2, 2010 às 10:02 pm

    “venha, que o que vem é perfeição” é uma das frases mais lindas.
    (naquela voz grave dele então…)

    e que assim seja.
    :*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 164,292 hits

%d blogueiros gostam disto: