blank canvas

Então que eu fui pra Londres resolver uns assuntos que tinha deixado mal resolvidos lááá em 2007. Refiz trajetos, pisei nos mesmos lugares de antes e, apesar de me sentir muito em casa, eu já não sou mais a mesma Nath de quase três anos atrás, e foi aí que bateu minha missão de estar aqui, en Europe, de novo: para fazer diferente

Conversando com um amigo muito querido e muito importante para mim na tal experiência londrina, ouvi uma coisa que não sai da minha cabeça há uma semana. Eu estava contando a ele todos os caminhos que me levaram a estar aqui hoje, no que os olhos dele brilharam e ele disse que minha vida era como uma “blank canvas”: ou seja, algo como um quadro em branco, pronto para receber as primeiras impressões do artista. “Você está livre para fazer o que quiser, para decidir mudar de rota no meio do caminho, só por que a outra rua tem mais flores.” Já tinha me dado conta disso, mas mesmo assim soou tão bonito.

Acho curioso reparar que absolutamente TODAS as pessoas para quem eu conto a minha história têm essa mesma reação: os olhos brilhando, a vontade de estar no meu lugar. “Você está solteira, livre, sem laços, indo estudar francês na primavera de Paris…!” Como se, no fundo, todos sempre quisessem ter essa mesma chance: de um dia começar tudo de novo, do zero, num lugar distante. Com nova paisagem, novos personagens, nova língua, nova persona. Como se, ao mudar de cenário, a gente tivesse a chance também de mudar o futuro. De recomeçar.

Eu fui para Londres virar umas páginas que precisavam ser viradas, para que eu pudesse ter meu fresh start em Paris. Voltei para o metrô ouvindo Verve, chorando na parte em que ele diz que “… I let the melody shine, let it cleanse my mind, I feel free now”, porque de fato eu me sentia livre, de tudo.

E mesmo eu, que sempre disse odiar despedidas, percebi que elas podem vir para o bem: todos que cruzaram o meu caminho foram extremamente importantes e me ajudaram a estar aqui – eles me desejaram boa sorte, e foi tão sincero e genuíno que de fato eu acreditei que tenho uma história linda a escrever na minha blank canvas. Este é apenas o começo.

Anúncios

5 Responses to “blank canvas”


  1. 1 fernanda maio 5, 2010 às 3:12 pm

    queria registrar que to te acompanhando desde antes e to adorando espiar o seu diário pessoal de aperfeiçoamento! achando tudo incrível! arrasa aí, beijoca!

  2. 2 Lisa maio 5, 2010 às 3:42 pm

    Ai Ai… (***suspiros***)! Quanta inveja sinto de vc!!! Linda, leve, solteira (por escolha própria!!) borboleteando pela cidade luz! Ouço ao fundo “La vie en Rose” e penso: Por que?? Por que??? Por que não sou eu?!! Meus olhos brilham de tanta vontade de estar no seu lugar! Não perca seu tempo tentando mostrar que está feliz! Vá ser feliz! E lembre-se de que liberdade as vezes é beeem diferente de felicidade.
    Abraços e Bisoux!

  3. 3 Scheyla maio 6, 2010 às 9:39 am

    Essa sensação de ter tudo novo, várias coisas esperando, é maravilhosa né? Em um lugar como Paris então..
    Vai que vc volta com um parisiense a tiracolo.. ou acaba ficando por aí mesmo hehe
    Enjoy!!
    bjus

  4. 4 Priscila K maio 8, 2010 às 11:25 pm

    http://24.media.tumblr.com/tumblr_l1sxo1TjWM1qazmeqo1_400.jpg li isso, e logo me lembrei do teu blog! os gauchos lhe mandam as maiores vibrações de paz! Seja feliz

  5. 5 FFF maio 19, 2010 às 1:56 pm

    A vida dos outros sempre parece mais interessante, não importa o quanto a sua vida seja boa. Uma vez que a gente consiga se livrar dessa ideia, passamos a viver mais intensamente a nossa própria vida. Boa sorte no preenchimento do seu quadro branco.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,082 hits

%d blogueiros gostam disto: