sobre gavetas

Outro dia me peguei pensando em ciclos, ou nas tais “gavetas da vida”, como gosto de chamar. Comigo funciona assim: quando eu gosto de algo, eu gosto muito, gosto tipo não-sei-viver-sem-isso, até enjoar. Culpa do ascendente geminiano, talvez. Mas aí algo acontece e essa coisa passa a não fazer mais parte da minha vida por algum motivo aleatório, e então ela é delegada à tal gaveta, e eu às vezes até me esqueço que um dia ela já esteve presente na minha vida. Ela fica lá, esperando a próxima oportunidade para aparecer.

Foi assim com meus cursos de línguas. Espanhol, francês, francês, espanhol. Em dias alternados. Por um ano e meio. Então tive que parar por falta de grana, e mal consigo lembrar como era estudar tanto, falar com vocabulários diferentes, mudar o “acento”, o jeito de conjugar. Gaveta poliglota, projeto futuro.

Em paralelo teve a yoga, que eu amava de paixão e ansiava por cada aula. Comemorava cada evolução, acordava mais cedo com prazer, pulava da cama para ficar de ponta cabeça no mat e praticar respiração. Então parei por falta de tempo e… me arrependo, mas não consigo encaixar no meu atual momento de vida. Gaveta zen, projeto futuro.

Ano passado teve a academia, porque resolvi experimentar pilates e boxe. E por um ano eu chegava correndo em casa para me trocar e não faltar às aulas, fiz novos colegas, adorava bater papo com os professores (tão queridos!), dar uns socos no saco de bater e deixar o abdomem durinho ao respirar. Aí faltou tempo E dinheiro. Gaveta atleta, projeto futuro.

Então veio o amor… e o fim dele. Não do amor, mas de um relacionamento, de planos na 1ª pessoa do plural, de sonhos em conjunto. E essa gaveta foi a mais difícil de fechar, porém é a única que não me vejo abrindo agora. Tão estranho não me enxergar mais apaixonada por uma pessoa, por uma ideia de vida comum. É como se uma parte de mim tivesse morrido junto. Ou adormecido, talvez.

E às vezes me pergunto como será da próxima vez. Vai ser uma gaveta toda que irei abrir? Cogitei ser apenas uma caixa de sapatos, com espaço mais limitado. Aí achei tão impessoal… Melhor pensar numa caixinha de jóias: pequena, mas preciosa. Às vezes é bom ter cautela.

Anúncios

5 Responses to “sobre gavetas”


  1. 1 nana março 22, 2010 às 10:03 am

    apaixone-se por você e já é meio caminho andado..

    amor é bom e vem depois!

    beijos

  2. 2 Andreia março 22, 2010 às 11:44 am

    Olá Nathália!!

    Como te percebo…

    Parece que as gavetas que se abrem e fecham são iguais em qualquer canto do mundo ;)

    Também ando às voltas a abrir e a fechar as minhas… E sim, à medida que o tempo passa e muitas se fecham e nos entalam os dedos, começamos a optar por caixinhas pequeninas que muitas vezes cabem bem no fundo de outras maiores…

    um abraço

    Andreia (Portugal)

  3. 3 dona perfeitinha março 22, 2010 às 12:53 pm

    Oi, Nath,
    Te mandei um e-mail ontem. Sobre ter te visto em vídeo do link que postou aqui e também numa reportagem do Globo News. Te admirei ainda mais. Olha só… que texto lindo! Todas as palavras se encaixam perfeitamente. Tive que ler e reler. E que bom que algumas gavetas podemos abrir de novo, não é? Na minha opinião, as gavetas serão sempre as mesmas e o que mudará será o que encontraremos dentro delas depois de um tempo. Podemos dizer sim ou não ao que acharmos lá. A do amor vai te surpreender ainda. Você é tão especial, tão madura, tão de entrega que logo logo quererá abrir tal gaveta da vida de novo, ou… (quem sabe?), ela se abrirá pra você Adorei saber que chama assim.

  4. 4 Ju março 22, 2010 às 3:49 pm

    nossa… não me imagino vivendo sem amor… mas é dificil trancá-lo em algum lugar…
    estranho, mas cautela é uma coisa boa, mas em se tratando de amor, comigo ao menos, não funciona
    =)

    • 5 nath março 23, 2010 às 8:30 am

      ain Ju, não é viver sem amor, poxa… amo tudo e todos o tempo todo, calma lá!
      é um amor diferente, pós-traumático, que também não vem do dia pra noite, né?
      ;*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 161,642 hits

%d blogueiros gostam disto: