sobre certa plenitude

Lendo os posts de Ivi, que está curtindo uma jornada pessoal fantástica pela Europa, me deu uma saudade imensa da minha época londrina. Semana passada peguei minha agenda de lá e, após reviver muita coisa, percebi que:

– eu só comia porcarias e estava acima do peso;

– trabalhava até 20 dias seguidos sem folga, juntando dinheiro para viajar;

– muitas vezes dormia apenas três horas por noite, trabalhando ou curtindo a cidade;

– todas as pessoas que eu amo estavam a um oceano de distância, e eu tive que aprender a amar outras que havia acabado de conhecer;

– eu morava numa casa com mais dez pessoas e nunca estava sozinha, nem se quisesse (e na maioria das vezes eu bem que queria!).

E mesmo com todos esses agravantes, hoje, ao olhar pra trás, não consigo enxergar nenhum medo ou infelicidade, só uma constatação: foi a época mais plena da minha vida.

 

Anúncios

1 Response to “sobre certa plenitude”


  1. 1 Bia Lopes setembro 5, 2009 às 10:46 am

    Viajar pro exterior deve ser incrivel. No meu caso, até pelo Brasil seria incrivel. Não substimando o nosso pais claro. Acho que você ganha muitos valores saindo pelo mundo sozinho. Ótimo blog :D. Beijos :*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,912 hits

%d blogueiros gostam disto: