i drove all night

Na nossa vidinha cotidiana, tudo parece ter um grande propósito: ser feliz. Como se sempre os fins justificassem os meios, como se os obejtivos fossem sempre a graça a ser alcançada, sem os pormenores que somos obrigados a enfrentar – a fila do banco, a preguiça de ir à academia, o chá de cadeira no médico, os legumes frescos no sacolão.

E mesmo eu, que tenho mania de enaltecer os gestos miúdos (o tal ‘exercício das pequenas coisas’), volta –meia me vejo engrandecendo o que para os outros é quase nada, mas para mim é muito tudo: segurar um volante e dirigir na chuva, dar ré numa rua bloqueada e não arranhar o carro ao entrar na garagem apertadinha. Veja bem, não sou motorista novata não, minha carteira de motorista vence no fim do ano já. Mas sou pedestre e, por quase sempre fazer tudo de transporte público ou caminhando, vira-e-mexe deixo meu kazinho encostado na garagem por semanas a fio – o que vem mudando desde que passei a ficar mais tempo em casa e dependo apenas da minha boa vontade.

Um sonho atual? Uma baliza perfeita numa rua movimentada. Assim, um sonho bem pequenino para muitos, mas enorme para quem o tem. Afinal, não há orgulho maior que vencer um obstáculo sozinha. Mesmo que ele seja apenas um espaço para estacionar.

Anúncios

1 Response to “i drove all night”


  1. 1 Ju agosto 12, 2009 às 8:17 pm

    sei bem como é, fiz a minha semana passada
    senti um sol aqui dentro
    =)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 163,912 hits

%d blogueiros gostam disto: