mire, veja

O senhor… mire, veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam, verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra montão.
[João Guimarães Rosa]
 
Há os que mudam de cabelo, de endereço e de peso. Os que mudam de sexo, de nome, de profissão. Há os que mudam de ocasião. E há os que simplesmente mudam, verbo intransitivo. Eu mudei. Talvez imperceptivelmente para quem vê de fora, mas algo que eu sei que está diferente, e isso me basta. Eu saber. Que nem sempre posso ajudar as pessoas que amo, que vê-las sofrer me parte o coração, mas que carinho e um abraço colaboram um bocado, como chocolate quente. Saber que coisas boas vêm, outras nem tanto também, mas que para tudo há um jeito no final – se não deu certo ainda, é porque não chegou ao fim. E saber que sempre posso buscar dentro de mim formas de ser uma pessoa melhor. Uma egotrip sem-fim, de olhar pro umbigo mesmo. Terminei de ler ‘eat, pray, love’ e vi que não há mal algum em olhar somente para si mesma tentando melhorar – o mundo ao redor agradece, também. Havia escrito um texto cheio de esperanças há cerca de 40 dias e é triste vê-lo diluído com o tempo sem nem ter sido publicado. Como é triste perceber-me mais cética, sarcástica e descrente com o passar dos acontecimentos. Mas um dia eu chego lá:  estou afinando, João, como a vida ensinou. E isso me alegra de montão.
Anúncios

6 Responses to “mire, veja”


  1. 1 Juliana outubro 10, 2008 às 8:13 am

    Pois é… estamos sempre buscando a afinação mais harmônica na grande melodia que é a vida. Melodia essa que aprendemos a construir nota após nota.

    =)

    Mega-beijo!

  2. 2 Ju outubro 10, 2008 às 8:51 am

    ixi…
    sei bem o q é isso…
    mas é aquilo né Nath, ainda não chegou ao fim
    =)

  3. 3 Natália outubro 10, 2008 às 10:32 am

    Oi, Nathália!
    Vi que você é colaborado Capricho e talvez você possa me ajudar. Procuro desesperadamente alguém que tenha algumas edições específicas da Capricho para me vender e quem sabe até emprestar. É para a minha amostra de análise do tcc, que está incompleta.
    Por favor, se você for colecionadora e puder me ajudar, entre em contato comigo.
    São edições deste ano mesmo.
    Obrigada!
    =*

  4. 4 Natália outubro 10, 2008 às 10:38 am

    Puts! Deixei um comentário enorme e deu erro, não sei se foi.
    Enfim, você coleciona as edições da Capricho. Em caso afirmativo, entre em contato comigo até pelamordedeus!
    Aguardo sua resposta.

    =**

  5. 5 Lissa outubro 11, 2008 às 11:13 pm

    vi que o livro te fez refletir… que bom!
    depois comento sobre “marley e eu”… acho que mudei de opinião! rs
    beijo, flor bonita do jardim! ;*


  1. 1 verdade maior « drops de anis Trackback em junho 2, 2011 às 2:07 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Blog Stats

  • 161,693 hits

%d blogueiros gostam disto: